Montanha, Exotismo e Magia

MARROCOS'08

Do RIF ao Médio Atlas

Uma aventura inesquecível de 19 a 27 Abril 2008 

7 dias de pura aventura em Moto4  

Com 4 dias úteis => 9 dias emoção !

Inscrições abertas  

Fotografias da II Edição MARROCOS - DUNAS E OASIS (Abril 2007)

 

 Veja as fotografias...

Fotografias da I Edição MARROCOS - DUNAS E OASIS (Setembro 2006)

Veja as fotografias...

Sobre esta expedição...

Esta expedição foi especialmente concebida para Moto4 e para proporcionar a descoberta de alguns dos recantos mais deslumbrantes e isolados do Norte de Marrocos, por fora de estrada e por trilhos dificilmente trilháveis por outro qualquer veículo.

Na sequência do sucesso que teve o nosso programa em 2006 e 2007 no Sul de Marrocos, vimos agora propor aos nossos entusiastas, clientes e amigos, a descoberta desta fascinante região Norte - Mediterrâneo, RIF e Médio Atlas.

Deslocámo-nos especialmente ao local, e verificámos cada quilómetro de percurso, com o propósito de seleccionarmos para si o que de melhor encontrámos para a sua moto4, e os cenários mais belos e exóticos.

Durante 7 dias rolará por pista no seu Moto4 de hotel em hotel à descoberta do Norte de Marrocos. A DRIFT-Adventure assegura-lhe toda a restante logística e uma hotelaria seleccionada.

Fará visitas a Fês, Volubilis e Chefchaouen e passará em trânsito em Tanger, Meknes, Moulay Idriss e Ifrane, entre outras localidades.

Estamos convencidos de lhe ter preparado um programa fabuloso

Se gosta deste tipo de aventura, desejamos que possa participar e que aprecie, pelo menos tanto quanto nós apreciámos

Desejamos-lhe uma viagem inesquecível !

Condução, exotismo e magia em Moto4   

Percurso

1ºDia (19-04-2008)    Lisboa - Tanger 
O ponto de encontro será à saída de Lisboa, na estação de serviço de Alcácer na A2, seguiremos então quase sempre por auto-estradas e vias rápidas até Tarifa, onde deixaremos carros e atrelados em local fechado e guardado. Continuaremos então, já em Moto4, por Ferry rumo a Tanger onde pernoitaremos num aconchegante Hotel ****.

2ºDia (20-04-2008)    Tanger - Kzar El Kebir

Logo pela manhã iniciaremos a nossa viagem de 7 dias de pura aventura por fora de estrada em moto4. O apoio será dado por um carro de organização com atrelado que transportará de hotel em hotel a bagagem e os materiais de apoio para máxima comodidade.

Logo à saída de Tanger apanharemos pista que nos levará por entre um festival de cor e paisagem até Kzar El Kebir onde pernoitaremos depois de passarmos as portas da fatídica praça militar (mais conhecida entre nós por Alcácer Kibir).

Ficaremos alojados no melhor hotel da localidade que ainda assim é um espaço limpo mas muito minimalista, que nos inicializará a um Marrocos interior e primitivo mas muito animado e imensamente hospitaleiro. 

 

3ºDia (21-04-2008) Kzar El Kebir - Volubilis

Bem cedo abandonaremos Kzar El Kebir por pistas rolantes serpenteando por uma imensidão de verdes montes onde aqui e ali vão surgindo pequenas e características aldeias. 

As gentes e as casas inebriam-nos com as suas cores e formas enquanto as pistas rolantes nos fazem deslizar por suaves montanhas russas prolongando-se pelo infinito numa condução muito relaxante e lúdica numa dimensão completamente desconhecida em terras lusas.

Deslizando suavemente e deliciados com a condução entramos nas montanhas do Médio Atlas que começam a ganhar corpo para nos determos logo aos primeiros quilómetros num sedutor Hotel Volubilis Inn (4*) que implantado a meia encosta se debruça como uma varanda sobre as maiores e mais bem preservadas ruinas romanas de Marrocos - Volubilis - classificadas desde 1997 como Património da Humanidade da UNESCO. 

Após uma curta visita às ruínas entregamo-nos aos cuidados reparadores deste magnifico hotel.

 

4ºDia (22-04-2008) Volubilis - Ifrane

Abandonaremos cedo Volubilis para a que será a etapa mais longa, mas também uma das mais deslumbrantes e ricas da viagem. 

Aos primeiros quilometros atravessaremos a cidade mais santa e principal local de peregrinação de Marrocos  - Moulay Idriss.

Pouco depois contornaremos a medina de Meknes - que já foi referida como a Versalhes de Marrocos - para reentrarmos em pista logo à saída.

Após alguns estradões rolantes circularemos pela crista dos montes e encetaremos uma travessia trialeira por vales fascinantes e selvagens onde as chuvas e a vegetação consomem a pista tornando-a numa sucessão de transposições de degraus e passagens de ribeiras.

Mais tarde apanharemos uma fascinante pista de montanha que nos levará dos vales aos picos de um impressionante cordão montanhoso de onde avistaremos numa deslumbrante paisagem alguns dos principais picos do Médio Atlas.

Continuaremos então pelas montanhas, por pistas à volta dos 2000m de altura, de onde desceremos para a afamada floresta dos cedros, onde avistaremos macacos em liberdade e, mais à frente, encontraremos um recanto turístico onde se podem comprar recordações e artesanato da região.

 

Prosseguiremos então contornando a estância de sky de Michelifen até Ifrane, luxuosa cidade da montanha considerada a Suiça de Marrocos onde ficaremos albergados o mais aconchegante hotel, muito afamado pela qualidade da sua cozinha.

Será um dia com certeza absolutamente inesquecível, quer pela variedade e beleza das paisagens, quer pela diversidade dos pisos e dos estilos de condução.

Esta será uma etapa em que dependendo das condições atmosféricas poder-se-á apanhar neve em algumas das pistas de alta montanha.

 

 

 

 

5ºDia (23-04-2008)    Ifrane - Fês

Após a etapa maratona da véspera programámos para este dia uma pista curta e rolante que nos levará à cidade de Fês ao princípio da tarde.

Será uma pista simples, embora variada, que nos levará das montanhas aos vales agrícolas que nos conduzirão rapidamente à cidade.

Ao chegar à cidade, dirigimo-nos ao hotel, e partimos para uma visita guiada à Medina, onde iremos conhecer os recantos, os monumentos e as inúmeras actividades artesanais que convivem nesta lindíssima cidade, como tapeçaria, peles, latões, cerâmica, etc.

Os cheiros, as cores e o exotismo das ruas estreitas, labirínticas e cheias de vida irão seguramente tornar inesquecível a visita desta mágica cidade onde a Coca-Cola se distribui de burro...

O jantar terá lugar num típico restaurante na Medina. Será um dia mais calmo, em que nos deixaremos seduzir pelo fascínio de Fês e aproveitaremos para retemperar forças para as fabulosas etapas que se avizinham...

6ºDia (24-04-2008)    Fês - Tafrante

Abandonaremos Fês pela manhã, embrenhando cedo nos campos para, logo aos primeiros quilómetros, encontrarmos uma série de passagens de água numa zona muito bela, em que as fotos parecem autênticos retratos de paisagem do século passado...

Iremos encontrar uma profusão de pequenas aldeias isoladas da serra, de uma rara hospitalidade. Aqui e ali encontram-se resquícios de plantações caseiras de haxixe que é prática corrente entre os agricultores muito embora o seu comércio seja oficialmente proibido.

Pela montanha fora as mulheres recolhem mato com auxilio de burros enquanto os miúdos conduzem o gado pelos pastos bravios.

Sempre cruzando montes e vales de deslumbrantes e primitivas paisagens chegaremos à pequena aldeia de Beni Fouda onde uma típica e familiar Guest House nos acolherá com a genuína hospitalidade que caracteriza os Berbéres da montanha...

É um espaço simples, limpo e com uma fabulosa vista sobre a região, que seguramente vai seduzir pela sua autenticidade, implantada no topo de uma colina e bem no meio da pequena aldeia.

7ºDia (25-04-2008)    Tafrante - Chefchaouen

Depois de um reconfortante pequeno almoço, abandonaremos o albergue por uma pista trialeira, seguindo por entre belíssimas paisagens da albufeira adjacente. 

Vales imensos e verdejantes, imensas passagens de água e lamaçais (dependendo da meteorologia) levar-nos-ão às montanhas do RIF onde as vestes típicas nos fascinarão.

 Assim rolando por fabulosas pistas, chegaremos à que será talvez a mais bela e original vila de Marrocos - Chefchaouen -, com as suas características casas azuis e a sua contagiante animação. 

 

   

Ficaremos alojados no que será talvez um dos mais típicos espaços de Chefchaouen, um pequeno hotel junto à Medina, acabado de recuperar, em que todos os seus interiores estão rigorosamente decorados ao estilo tradicional.

Depois de uma curta visita guiada, o jantar será servido num típico restaurante bem no centro da vila azul. Será seguramente uma noite inesquecível nesta mágica vila de Chaouen - como também é conhecida.

8ºDia (26-04-2008)    Chefchaouen - Smir (Tetouen)

Certamente que com pena, abandonaremos pela manhã Chaouen, subindo a sua encosta por uma belíssima pista de montanha.

Será a última etapa por pista, mas também uma das mais bonitas em que atravessaremos os picos do RIF para chegar ao Mediterrâneo.  

Há medida que vamos progredindo por estreitos caminhos de montanha, as cores e o relevo vão se alterando, e as pequenas aldeias que vamos encontrando, sempre belas,  mudam as suas formas e cores.

 

As crianças muito respeitadoras e sempre prontas para ajudar trabalham essencialmente na pastoricia.

Ao nos aproximarmos do litoral mediterrânico o veículo de trabalho altera-se e veremos os primeiros veículos com rodas em muitos quilómetros de pista...

Chegados à costa, atravessaremos rapidamente Tetouen, para nos entregarmos aos cuidados retemperadores do deslumbrante Sofitel Thalassa Smir (5*), cuja piscina e campos de golfe se estendem até ao mar.  

Um brinde finalizará sete fabulosos dias em que descobrirá, por pista e no seu moto4, as jóias mais bem guardadas do norte marroquino, num percurso que, bem mais que uma variedade de emocionantes pistas e fascinantes paisagens, será uma imensa viagem no tempo e à genuinidade da natureza humana.

9ºDia (27-04-2007)    Smir(Tetouen) - Lisboa

Para cortar o amargo do regresso, a ligação Smir-Tanger por asfalto que faremos pela manhã, realizar-se-á por uma belíssima e estreita estrada litoral e entrecortada por duas pequenas e sugestivas visitas. Ficaremos, assim, a conhecer esta costa, que é muito bela, selvagem e solitária, e visitaremos as sugestivas fortaleza de Ksar es-Seghir e baía de Bel Younnech.

Em Ksar es-Seghir, encontraremos uma fortaleza portuguesa do século XV onde um brasão de ferro apresenta ainda intacto as palavras "Mocidade portuguesa presente".

Uma estrada pitoresca e estreita levar-nos-á à lendária baia de Bel Younnech, pátria da ninfa Calypso e paraíso terrestre dos califas omeiades. Junto à baía, e por detrás da ponta Leone, encontra-se a ilha de Leila onde Ulisses, navegador e herói da grécia antiga, terá ficado - reza a história - durante sete anos aprisionado pelo amor e sedução de Calypso, filha de Atlas. A ilha de Leila, Ogypie para os gregos, seria habitada por sereias que enlouqueciam os navegadores, pelo que Ulisses lhe teria escapado tapando os ouvidos à tripulação e amarrando-se a si próprio ao mastro do navio.

Infelizmente para os que já estão a ficar entusiasmados, não será necessário amarrarem-se aos guiadores das motas. É que, quem sabe por causa disso, as autoridades Marroquinas não autorizam visitar, ou mesmo avistar, a ilha de Leila...

Alegadamente, porque esta misteriosa ilha ainda estará em disputa entre Espanha e Marrocos, e terá estado no centro do conflito, com tomada de posições militares no terreno, que ocorreu em 2002.

O que é certo é que, por algum motivo ninguém lá pode ir... para contar ao mundo moderno se, ou como, cantam as sereias da ilha de Leila !

Mostraremos onde fica Leila, e as magnificas paisagens que a envolvem, e daí partiremos, ainda com um longínquo cantar das sereias a ecoar os ouvidos, para o ferry que nos levará a Tarifa.

 

Em Tarifa voltaremos a carregar as motas nos atrelados e regressaremos a Portugal.

Fica o desejo de que traga um imenso saco cheio de experiencias e histórias inesquecíveis, para o álbum do seu Moto4, e das suas Grandes Viagens !!!

Formato

Esta expedição pressupõe que cada participante se deslocará de Lisboa a Tarifa, e de Tarifa a Lisboa, em veículo próprio e transportando em atrelado próprio o seu Moto4. 

Fará um percurso de  8 dias a circular no seu Moto4, em que a DRIFT assegurará o transporte de 1 mochila, de 20kg por participante, e fornecerá diariamente uma "Ração" para o almoço.

Um jipe de apoio da DRIFT, com atrelado para uma mota, transportará a bagagem por estrada e dará apoio em pista onde necessário. O atrelado estará disponível para transportar alguma mota que se avarie. Se for necessário transportar mota, em percursos que extravasem o circuito previsto (por exemplo levar uma mota antecipadamente a Tanger), os custos adicionais que esta deslocação acarrete deverão ser suportados pelo interessado.

Notas: 

- Transporte de Motas Lisboa-Tarifa: Contamos poder transportar até 6 motas de participantes.

- Os acompanhantes poderão, durante os dias do percurso em moto4, acompanhar em veículo 4x4 próprio, ou em veículos da organização. Neste último caso só será devido um extra de transporte se o número de acompanhantes exceder o número de lugares disponíveis em viatura da organização. Quem estiver interessado em acompanhar convém avisar-nos atempadamente para que se possa encontrar as soluções mais adequadas ao número de acompanhantes. Os acompanhantes acompanham o veículo de apoio da organização que fará as ligações em regra por estrada.

Ficha Técnica, Datas e Tarifas

Partida de Lisboa Sábado, 19 Abril 2008
Partida em Moto4 de Tarifa Sábado, 19 Abril 2008
Chegada em Moto4 a Tarifa Domingo, 27 Abril 2008
Chegada Lisboa Domingo, 27 Abril 2008
Dias em Moto4 em pista 7 dias em pista (20 a 26 Abril)  
Dias de Viagem 9
Noites 8
Dias de férias (dias úteis no período) 4 (apanha feriado 25 Abril)
Deslocação de carro em asfalto 2 x 660 km = 1320 km
Percurso em Moto4 1100 km
Etapa média diária 155 km
O programa inclui

Alojamento em regime de meia pensão (jantar e pequeno almoço)

Organização do passeio

Transporte de bagagem durante percurso em moto4 (max.20kg participante)

Assistência durante toda a estadia assegurada pela DRIFT Adventure

O programa não inclui Ferry, combustíveis, transporte de pessoas ou motas, motas de aluguer, voos, bebidas às refeições, despesas pessoais, almoços nos dias em deslocação Lisboa-Tarifa e Smir-Lisboa, parqueamento dos veículos em Tarifa
Preço do programa por pessoa (quarto duplo) (3) 790 euros
Adicional quarto individual (3)  145 euros
Transporte de mota em atrelado da organização (3)(4)(5)

190 euros

Aluguer de atrelado para 2 motas Rebosov    (veja as Campanha Especial REBOSOV para participantes da Expedição Marrocos 2008)(3)

405 euros

(ou Condições Especiais na Compra)

Transporte de participante em carro da organização (3)(4)

100 euros 

Guarda / Parqueamento veículos Tarifa

Carro 25 euros (2)

Atrelado 25 euros (2)

Ferry Ida e Volta

Adulto 55,8 euros (2)

Moto4 55,8 euros (2)

Data limite de inscrição Aceitamos inscrições até ao dia 05 Abril 2008, contudo condicionadas à realização das respectivas reservas, que é pouco provável que nessa data ainda se consiga fazer. Aconselhamos vivamente a quem esteja realmente interessado, a efectuar atempadamente a inscrição. Visto que teremos de assumir compromissos com os hotéis teremos de ser rigorosos com este prazo.
Acompanhantes dos participantes Os Acompanhantes poderão acompanhar o percurso junto aos veículos da organização. Se o fizerem em veículo 4x4 próprio, ou num dos lugares vagos nos veículos da organização, pagam apenas o valor normal da participação no programa. Se o número de acompanhantes obrigar a viaturas extra ter-se-á que fixar um montante relativo ao transporte durante os dias do percurso.
Grau de dificuldade

BAIXO

O percurso não apresenta dificuldades técnicas de maior.

Na zona mais técnica os guias apoiarão na transposição dos obstáculos e ajustarão o percurso ao nível dos participantes, havendo sempre alternativas.

Os participantes deverão estar preparados para fazer uma média de 160km por dia, o que é em geral bastante acessível, mas que implica ainda assim alguma resistência. 

O esforço será equiparável a durante 7 dias consecutivos a fazer sucessivamente os habituais passeios de 1 dia da QuadExplorer em Portugal.

Informação e contactos

Fax: 210 821 838

TM: 914 669 890

Notas:

1) Este valor pode sofrer alterações

2) Estimativa que pode sofrer alterações (não incluído no preço do programa)

3) Valores sem IVA

4) Limitado aos lugares disponíveis

Requisitos

Os participantes nesta expedição terão de preencher os seguintes requisitos:

  • Passaporte válido

  • Carta de Condução adequada

  • Experiência de condução de Moto4

  • Aceitar e respeitar as Regras definidas pela organização

  • Aceitar acatar e respeitar as orientações dos guias

  • Moto4 em bom estado de conservação e revisto para fazer 1500km de pista

  • Deverão preparar a mota para transportar:

    • Um jerrycan que assegure uma autonomia, em conjunto com o depósito da mota, de 200 km (mínimo). Em caso de dificuldade diga-nos para se encontrar uma solução.

    • Farnel e barras energéticas

    • Água qb (recomenda-se um camel back)

  • Veículo e reboque em bom estado e revisto para 1500km de estrada

  • Livretes e Títulos de Registo (mota, carro e reboque)

  • Se o registo não for em nome do participante necessita declaração bilingue reconhecida no notário e embaixada de Marrocos (mota, carro e reboque)

  • Cartas Verdes (mota abrangendo Marrocos, carro e reboque) 

Inscrições

A inscrição são limitadas e deverão ser realizadas no máximo até 05 Abril 2008, o que não aconselhamos pois pode já não ser possível realizar todas as reservas necessárias inviabilizando a participação.

No acto da inscrição os participantes deverão pagar 30% do valor da viagem. 

Até ao dia 05 Abril 2008 deverão obrigatoriamente liquidar o remanescente (imprescindível para liquidarmos o alojamento). 

O Boletim de Inscrição pode ser descarregado a partir daqui ou pedido para um dos contactos.

Clique para descarregar Ficha de Inscrição

Para conhecer em detalhe as condições de prestação deste serviço recomendamos a leitura atenta das Condições de Participação.

Informação e inscrições para:

Mail:

Fax: 210 821 838

TM: 914 669 890

Descubra um Marrocos diferente em Moto4 !  

  é uma iniciativa da Alvará 65/2006 D.G.Turismo

Algumas destas actividades são organizadas em parceria com Agências de Viagens